"Aterrorizante", diz mulher que quase foi dopada por motorista de app

"Aterrorizante", diz mulher que quase foi dopada por motorista de app
12 outubro 15:22 2021 Imprimir notícia
Brasil

Uma gaúcha de Canoas quase teve um destino trágico após pedir uma corrida pela Uber. Em um vídeo divulgado via Instagram, a gestora de turismo Duda Bassani contou com detalhes sua experiência com um colaborador da empresa, que, de acordo com a vítima, tentou dopá-la para estuprá-la.

Ainda segundo o relato, o motorista ofereceu um produto que, conforme sua explicação, poderia desengordurar sua tela de celular. "Ele me falou que tinha um produto, que era um desengordurante para tela de celular e para óculos. Perguntou se ficava muito marcada a minha tela e,  tudo mais, e pediu para que eu experimentasse no celular", conta Bassani.

Ela, que voltava do trabalho para a casa, disse que o rapaz ainda insistiu para que ela sentisse o cheiro de perto. Foi quando Duda começou a ficar tonta e perceber que aquilo caminhava para um golpe.

"Falei que não tinha sentido, entao ele pegou o pano de volta e pingou bem mais líquido e pediu para eu cheirar. Cheguei a levar o pano até o nariz. Estava de máscara. Começou a ficar tudo preto e ele falou: 'tira a máscara para sentir de perto e ele trancou as portas bem nessa hora."

Mesmo assim, a gestora de turismo relata que conseguiu destravar e se jogar para fora com o carro em movimento - algo extremamente perigoso. Ela revela ainda que contou com a ajuda de dois homens em um caminhão para voltar para a casa. "Foi aterrorizante", relembra. "Desperador", prossegue.

"Nós já sabemos o nome completo, as informações, mas a empresa negou. Como uma empresa que levanta uma bandeira de proteger a mulher quando tem a oportunidade de fazer algo, fazem isso: falam que simplesmente não pode dar o nome da pessoa", explicou.

"Graças a deus eu sobreivi a isso que aconteceu e deu tudo certo e tive coragem para ir lá e denunciar", concluiu. O caso atualmente está em investigação na Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher, sob responsabilidade da delegada Clarissa Demartini.

Uber responde

Em contato com Vogue Brasil, a Uber afirmou que "repudia qualquer tipo de comportamento abusivo contra mulheres e já está em contato com as autoridades para colaborar com a investigação, nos termos da lei. A empresa acredita na importância de combater, coibir e denunciar casos de assédio e violência. Este tipo de comportamento configura violação ao Código de Conduta da Comunidade Uber e a conta do motorista foi desativada da plataforma assim que a empresa tomou conhecimento do episódio."

A empresa afirma que existe um canal exclusivo para que autoridades solicitem dados dos colaboradores. "Está disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana para processar as demandas, permitindo que informações importantes sejam repassadas com segurança e rapidez, isso tudo respeitando as leis de privacidade exigidas no País, em especial o Marco Civil da Internet."

"Segurança é uma prioridade para a Uber e inúmeras ferramentas atuam antes, durante e depois das viagens  para torná-las mais tranquilas, como, por exemplo: o compartilhamento de localização, gravação de áudio, detecção de linguagem imprópria no chat, botão de ligar para a polícia, entre outros", afirma a nota.

Como denunciar?

Mulheres que passaram ou estejam passando por violência física, psicológica, moral ou sexual, podem ligar para o 180, a Central de Atendimento à Mulher.  O número funciona em todo o País e no exterior, 24 horas por dia. A ligação é gratuita. O serviço recebe denúncias, dá orientação de especialistas e faz encaminhamento para serviços de proteção e auxílio psicológico. O contato também pode ser feito pelo WhatsApp no número (61) 99656-5008.

Também é possível realizar denúncias de violência contra a mulher pelo: Disque 100
Telegram, no canal "Direitoshumanosbrasilbot"
Site da Ouvidoria Nacional de Diretos Humanos (ONDH), do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH).

Aplicativo "Direitos Humanos Brasil" (para iOS e Android)

O aplicativo, assim como os apps de troca de mensagem mais populares, permite o envio de fotos, vídeos e áudios. Também há um atendimento aos surdos por meio de chamada de vídeo, em Libras (Língua Brasileira de Sinais).

PORTAL  SBN 

Enquete política: Na sua opinião, caso Bolsonaro e Lula cheguem ao 2º turno, em 2022, quem vence as eleições?

Lula

Bolsonaro

Escreva 910 abaixo
Ver resultados

Deixe seu comentário

SIGA-NOS

Rádio Online

Rádio Online

Últimas Notícias

  • Bahia
  • Espírito Santo

Bahia

Espírito Santo

As mais lidas do mês

SIGA-NOS

Rádio Online

Rádio Online

Últimas Notícias

  • Bahia
  • Espírito Santo

Bahia

Espírito Santo

As mais lidas do mês