4ª noite de protestos nos EUA por morte de George Floyd deixa mortos e centenas de pessoas presas

4ª noite de protestos nos EUA por morte de George Floyd deixa mortos e centenas de pessoas presas
30 maio 04:04 2020 Imprimir notícia
Mundo

Um homem e um agente federal morreram e centenas de pessoas foram presas ao redor dos Estados Unidos entre a noite de sexta (29) e a manhã deste sábado (30) durante protestos pela morte de George Floyd, homem negro que foi asfixiado por um policial branco e depois morreu em Minneapolis na segunda-feira (25).

Ao menos 20 cidades americanas tiveram protestos pela morte de Floyd, segundo a rede de televisão americana CNN.

O homem que morreu, um jovem de 19 anos, foi atingido depois que uma pessoa passou atirando de dentro de um carro contra uma multidão que protestava no centro de Detroit, no Michigan. A polícia ainda não sabe se ele fazia parte dos protestos.

O agente federal morreu depois de ser baleado durante as manifestações em Oakland, perto de San Francisco, na Califórnia. Um segundo agente foi atingido, segundo a polícia, mas sobreviveu. De acordo com as autoridades, 7,5 mil pessoas participaram das manifestações na cidade; houve prisões, mas o número de detidos não foi informado. Houve relatos de vandalismo, roubos, incêndios e ataques a policiais, diz a CNN.

Em Nova York, "dúzias" de pessoas foram presas, mas os protestos foram acalmados, informou a polícia.

Em Lincoln, no estado de Nebraska, os protestos da noite de sexta-feira continuaram até a manhã deste sábado; também houve prisões.

Em Portland, no Oregon, oeste do país, a prefeitura declarou estado de emergência. Um toque de recolher foi decretado até as 10h (horário de Brasília) deste sábado e depois, de novo, a partir da meia-noite até as 10h de domingo (31).

"Prédios queimando com pessoas dentro, roubos de negócios grandes e pequenos, ameaças e assédio a repórteres", escreveu o prefeito, Ted Wheeler, no Twitter. "Tudo no meio de uma pandemia em que as pessoas já perderam tudo. Isso não é pedir mudança significativa nas nossas comunidades, isso é nojento", disse.

Nesta sexta, a sede do governo americano, em Washington, chegou a ser isolada. Os atos, que têm ocorrido há quatro dias em diversos pontos do país, avançaram pela madrugada. George Floyd, um homem negro, foi morto sufocado por um policial em Minneapolis.

PORTAL SBN

Deixe seu comentário

SIGA-NOS

Rádio Online

Rádio Online

Últimas Notícias

  • Bahia
  • Espírito Santo

Bahia

Espírito Santo

As mais lidas do mês

SIGA-NOS

Rádio Online

Rádio Online

Últimas Notícias

  • Bahia
  • Espírito Santo

Bahia

Espírito Santo

As mais lidas do mês