Criança de 6 anos morre atropelada por trem em Saracuruna; madrasta é presa

Criança de 6 anos morre atropelada por trem em Saracuruna; madrasta é presa
07 outubro 10:41 2020 Imprimir notícia
Brasil

Um menino de 6 anos morreu atropelado por um trem na última sexta-feira (2/10) nas imediações da Estação Saracuruna, em Caxias, Baixada Fluminense. A Supervia lamentou profundamente o acidente e disse que acionou o Corpo de Bombeiros e o Grupamento de Policiamento Ferroviário (GPFer) para o devido atendimento à vítima. 

A criança foi vítima do atropelamento por uma composição da extensão Guapimirim que chegava à estação Saracuruna.

A SuperVia lembra que é extremamente importante que a população respeite as normas de segurança e não caminhe na linha férrea, área destinada exclusivamente para a circulação dos trens. O respeito à essa regra é imprescindível para evitar acidentes, que colocam em risco a vida de pessoas que acessam a via de forma irregular, além de causar prejuízos à circulação. Segundo a concessionária, o trem não consegue frear rapidamente. Quando freia, dependendo da velocidade, ainda percorre um caminho de 60 a 400 metros até parar completamente.

A Supervia ressalta que já está em contato com a delegacia responsável pelo caso para subsidiar, no que for possível, o andamento da investigação policial.

De acordo com a 60ª DP (Campos Elíseos), as investigações estão em andamento e diligências são realizadas para determinar as circunstâncias do fato. Familiares da vítima foram ouvidos e outras pessoas ainda devem prestar depoimento. 

A Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil de Caxias, através da direção do Hospital de Saracuruna Adão Pereira Nunes, informa que o menino deu entrada às 19h20 de sexta-feira na unidade hospitalar, com informação de atropelamento por trem, com parada cardiorrespiratória, revertida no local, sendo tentada todas as manobras para a manutenção da sua vida, que resultaram infrutíferas. Foi declarado óbito às 19h45 do mesmo dia, sendo o corpo encaminhado para o IML. 

O trem, que vinha em direção contrária ao menino, se aproximou e a madrasta não teria feito nada para impedir o acidente. A família da criança não está convencida com a versão dada pela mulher. Eles alegam que o menino foi criado próximo à linha do trem e não teria permanecido ali sabendo que o veículo se aproximava.

A madrasta foi presa em flagrante e vai responder por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Ela já foi solta e vai responder na justiça em liberdade.

PORTAL  SBN 

Deixe seu comentário

SIGA-NOS

Rádio Online

Rádio Online

Últimas Notícias

  • Bahia
  • Espírito Santo

Bahia

Espírito Santo

As mais lidas do mês

SIGA-NOS

Rádio Online

Rádio Online

Últimas Notícias

  • Bahia
  • Espírito Santo

Bahia

Espírito Santo

As mais lidas do mês