Ex-chefe da equipe britânica encerra história vitoriosa na equipe de Woking

Ex-chefe da equipe britânica encerra história vitoriosa na equipe de Woking
01 julho 15:15 2017 Imprimir notícia
Automobilismo

Ron Dennis vende últimas ações por quase R$ 2 bilhões e dá adeus à McLaren

Ex-chefe da equipe britânica encerra história vitoriosa na equipe de Woking. Entre 1980 e 2016 foram dez títulos mundiais de pilotos, incluindo três com o brasileiro Ayrton Senna

A história de quase 40 anos entre Ron Dennis e a McLaren ganhou um ponto final nesta sexta-feira. Fora do comando da equipe desde o final do ano passado, o inglês vendeu as últimas ações que tinha no grupo. A recém-criada holding McLaren Group foi quem adquiriu as ações que eram de Dennis na McLaren Technology Group e McLaren Automotive, duas das empresas sob o guarda-chuvas do grupo.

Além de vender parte das ações, Dennis também entregou sua participação na diretoria de ambas. Segundo a empresa, a Bahrain Mumtakalat e a TAG irão continuar sendo as acionistas majoritárias da McLaren. Mohammed bin Essa Al Khalifa será o presidente-executivo do Grupo McLaren. A rede de TV britânica "Sky Sports" noticiou que o valor da negociação gira em torno £ 275 milhões (aproximadamente R$ 1,8 bilhão).
Confira a declaração de Ron Dennis na íntegra:

- Estou muito feliz de chegar a um acordo com os outros acionistas da McLaren. Representa um fim correto ao meu tempo na companhia e me permite a focar em outros interesses. Sempre afirmei que os 37 anos que passei em Woking deveriam ser considerados um capítulo no livro de história da McLaren, e espero que a McLaren tenha sucesso no prosseguimento de sua história. Talvez minha mais satisfação seja a capacidade com a qual a equipe correu na F1, algo que eu atribuo à dedicação e esforços de centenas ou milhares de empregados talentosos e conscientes dos quais tive o privilégio de liderar. Agora que meu período na McLaren acabou, vou poder me envolver numa série de outros programas e atividades, especialmente aqueles focados no serviço público. Por último mas não menos importante, eu desejo o melhor para a McLaren e mando meus maiores agradecimentos e melhores desejos para os colegas em todas as partes do negócio e com todos os tipos de cargos. Eles são realmente os melhores. E, com o fundamento correto para ter sucesso e liderada por uma equipe ambiciosa, a McLaren irá se aproveitar dos sucessos nos quais eu tenho tanto orgulho de ter contribuído durante meu tempo à frente desse incrível grupo britânico de companhias.

A relação de Ron Dennis com a McLaren começou em 1980, com o inglês assumindo o controle total da equipe no ano seguinte. Os anos 80 e início dos 90 foram a época de maior sucesso do time de Woking durante toda sua história na Fórmula 1. Entre 1985 e 1991 foram sete títulos mundiais: um com Niki Lauda (1984), três com Alain Prost (1985, 1986, 1989) e três com Ayrton Senna (1988, 1990, 1991). A "gestão Ron Dennis" na McLaren ainda conquistaria mais três títulos de pilotos, com Mika Hakkinen em 1998 e 1999 e Lewis Hamilton em 2008.

Por GloboEsporte.com, Londres, Inglaterra

 

Deixe seu comentário

SIGA-NOS

Rádio Online

Rádio Online

Últimas Notícias

  • Bahia
  • Espírito Santo

Bahia

Espírito Santo

As mais lidas do mês

SIGA-NOS

Rádio Online

Rádio Online

Últimas Notícias

  • Bahia
  • Espírito Santo

Bahia

Espírito Santo

As mais lidas do mês