“Golpe da Novinha”. Crime que está preocupando a Polícia Civil de Linhares, no Norte do Espírito Santo.

“Golpe da Novinha”. Crime que está preocupando a Polícia Civil de Linhares, no Norte do Espírito Santo.
26 setembro 09:03 2020 Imprimir notícia
Polícia

Um convite de amizade pelas redes sociais e uma despretensiosa troca de mensagens marcam o início da relação. De um lado, um homem de meia-idade e, do outro, o que ele acredita ser uma jovem. Depois dos primeiros contatos, e de muito interesse da menina, as conversas costumam evoluir para o envio de fotos íntimas, popularmente chamadas de "nudes". É nesse momento que a sedução começa a dar lugar às ameaças e à extorsão. Esses são os passos do golpe que está sendo chamado de “Golpe da Novinha”. Crime que está preocupando a Polícia Civil de Linhares, no Norte do Espírito Santo.

Segundo o delegado Fabrício Lucindo, chefe da Delegacia Regional de Linhares, dezenas de homens da região já procuraram a polícia para relatar que foram vítimas de golpes do tipo. Entre as vítimas preferencias estão homens, normalmente casados, a partir de 40 anos.

"As supostas meninas se mostram interessadas pelo sujeito, daí começam a mandar fotos nuas. As imagens provavelmente são retiradas de internet. A vítima se empolga e mantém a conversa, enviando fotos do próprio corpo também"
O delegado acredita que, desde o primeiro contato, quem envia as mensagens é um estelionatário. Ele se passa pela  jovem atraente e usa um perfil falso nas redes sociais.

Depois que as vítimas mandam as fotos íntimas, os golpistas começam a agir. “Neste momento entra em cena os supostos parentes da moça, exigindo dinheiro para denunciar os possíveis casos de pedofilia. Às vezes, pendem dinheiro para não divulgar as fotos da vítima para familiares e amigos”, explicou o delegado.

Em alguns casos, Lucindo explicou que os estelionatários são ousados na hora de extorquir as vítimas. Eles afirmam que o homem será processado ou preso. Além disso, os golpistas também se passam por supostos delegados de polícia e exigem dinheiro para que a uma possível investigação de pedofilia não siga em frente. 

“Na verdade, não existe a moça, nem os parentes e muito menos o suposto delegado, trata-se de um golpe completo”, afirmou o delegado.

Segundo o delegado, recentemente dezenas de vítimas ou pessoas que foram abordadas pelos golpistas entraram em contato com a Delegacia de Linhares. Os golpistas exigiram valores entre R$ 500,00 e R$ 8.000,00. Segundo o delegado, já há vários casos em investigação.

“São inúmeros casos. Um pastor evangélico, casado, me procurou semana passada, informando que estava caindo no golpe, que realmente teria trocado fotos com uma suposta adolescente e de posse das fotos, os estelionatários estavam exigindo dinheiro para não divulgarem para a família e para os amigos”, lembra o delegado. Outros detalhes da vítima não foram revelados.

PORTAL SBN | COM INFORMAÇÕES GAZETA ONLINE

Deixe seu comentário

SIGA-NOS

Rádio Online

Rádio Online

Últimas Notícias

  • Bahia
  • Espírito Santo

Bahia

Espírito Santo

As mais lidas do mês

SIGA-NOS

Rádio Online

Rádio Online

Últimas Notícias

  • Bahia
  • Espírito Santo

Bahia

Espírito Santo

As mais lidas do mês