Governador do ES, Renato Casagrande é avaliado como bom ou ótimo por 43% dos eleitores da capital

Governador do ES, Renato Casagrande é avaliado como bom ou ótimo por 43% dos eleitores da capital
14 outubro 13:01 2020 Imprimir notícia
Destaque Política

A maior parte dos eleitores de Vitória avalia positivamente a administração do governador Renato Casagrande (PSB). Foi o que mostrou pesquisa realizada pelo Ibope a pedido da Rede Gazeta. Ao todo, 43% dos entrevistados classificaram a gestão como boa ou ótima. A margem de erro é de 4 pontos percentuais para mais ou para menos.

A avaliação dos governos estadual e federal fez parte da primeira pesquisa Ibope sobre intenções de voto para prefeito de Vitória nas eleições 2020, divulgada nesta terça-feira (13/10/2020).

No resultado, o ex-prefeito da Capital João Coser (PT) e o deputado estadual Fabrício Gandini (Cidadania) aparecem empatados em primeiro lugar, com 22% na pesquisa estimulada, quando os nomes dos candidatos são apresentados aos entrevistados. 

Apesar de não contarem com o apoio declarado de Casagrande, os dois candidatos são aliados do governador.

Gandini foi vice na chapa de Casagrande para o governo do Estado, em 2014. Eles perderam para Paulo Hartung (então filiado ao MDB). Durante a convenção do Cidadania, secretários do primeiro escalão de Casagrande estiveram presentes: Tyago Hoffmann, Fábio Damasceno e Lenise Loureiro. Já Coser, ao anunciar a candidatura a prefeito, afirmou que havia sido encorajado pelo governador a disputar o pleito em Vitória.

O partido de Casagrande também tem candidato a prefeito, é o atual vice-prefeito de Vitória, Sergio Sá. Ele tem 5% das intenções estimuladas de voto.

Na pesquisa realizada pelo Ibope, ao serem questionados “Como o(a) sr(a) classifica a administração do Governador Renato Casagrande até o momento?”, 43% dos entrevistados avaliaram como ótima/boa. Eles foram seguidos por 39% que consideram regular. Apenas 17% classificaram como ruim/péssima a gestão do socialista.

A aprovação de Casagrande reflete o resultado das eleições em 2018, quando ele foi eleito, no primeiro turno, para o governo do Estado. O socialista venceu em 77 municípios e obteve 55,4% dos votos válidos no Espírito Santo.

Em Vitória, mais da metade dos eleitores votaram em Casagrande (51,3%) na última eleição. Ele teve quase o dobro dos votos do segundo colocado, o ex-deputado Carlos Manato, que na época disputou a eleição pelo PSL, partido de Bolsonaro. Manato recebeu 25,8% dos votos na Capital.

O questionário do Ibope também mostra que Casagrande possui melhor classificação entre pessoas de 45 a 54 anos: 50% de eleitores dessa faixa etária consideram a administração boa ou ótima até o momento.

Por outro lado, é entre grupos mais jovens que o governador possui a menor desaprovação. Apenas 6% dos jovens entre 16 e 24 anos responderam que a administração é ruim ou péssima.

Nos segmentos religiosos, o governo estadual é melhor avaliado entre católicos do que evangélicos: 47% dos católicos classificam a administração como boa ou ótima. Já entre os evangélicos, esse número cai para 40%. A maior parte desse segundo grupo (44%) avaliou a gestão como regular.

A administração de Casagrande também tem os melhores índices de aprovação entre pretos e pardos: 45% consideram a gestão boa ou ótima. Entre as pessoas brancas, apenas 37% avaliam da mesma forma.

APROVAÇÃO DE CASAGRANDE É MAIOR ENTRE APOIADORES DE LUCIANO REZENDE

O governo Casagrande é melhor avaliado entre aqueles que veem de forma positiva a administração do atual prefeito de Vitória, Luciano Rezende (Cidadania). Luciano é da base aliada do governador e apoia Gandini como sucessor na prefeitura.

Do total de entrevistados que classificaram a gestão de Luciano como ótima ou boa, 61% viram da mesma forma a administração de Casagrande. Apenas 7% que analisam o mandato do atual prefeito de Vitória de forma positiva afirmaram que o governo Casagrande é ruim ou péssimo.

Especificações técnicas

Pesquisa está registrada na Justiça Eleitoral

A pesquisa eleitoral do Ibope foi realizada entre os dias 11 e 12 de outubro, com 602 entrevistas. O nível de confiança utilizado é de 95% e a margem de erro é de 4 pontos percentuais para mais ou para menos.
Foram realizadas entrevistas pessoais com utilização de questionário elaborado de acordo com os objetivos da pesquisa. As pessoas selecionadas para as entrevistas são de acordo com as proporções na população de sexo, grupos de idade, instrução e atividade econômica. O levantamento está registrado no Tribunal Regional Eleitoral sob o protocolo ES‐00783/2020.

 

Deixe seu comentário

SIGA-NOS

Rádio Online

Rádio Online

Últimas Notícias

  • Bahia
  • Espírito Santo

Bahia

Espírito Santo

As mais lidas do mês

SIGA-NOS

Rádio Online

Rádio Online

Últimas Notícias

  • Bahia
  • Espírito Santo

Bahia

Espírito Santo

As mais lidas do mês