Laudo aponta que mulher morta em Abadiânia foi estuprada e morta com pancada na cabeça

Laudo aponta que mulher morta em Abadiânia foi estuprada e morta com pancada na cabeça
26 novembro 21:12 2020 Imprimir notícia
Polícia

A perícia feita no corpo de Hitomi Akamatsu, japonesa de 43 anos encontrada morta em uma cachoeira na Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia, apontou que a mulher morreu por conta de um traumatismo craniano.

De acordo com a delegada Isabella Lima, o suspeito do crime foi interrogado novamente após o resultado do exame e ele admitiu ter roubado e estuprado a vítima antes de dar um golpe em sua cabeça para matá-la. Anteriormente, o homem havia alegado morte por enforcamento.

“A morte foi causada por um traumatismo craniano, provocado provavelmente por um objeto contundente, que acredito ter sido uma pedra. Interrogamos o suspeito novamente e ele acabou confessando que estuprou a japonesa. A intenção era roubá-la, mas ele a viu saindo da cachoeira de biquíni e acabou a estuprando”, disse a delegada.

O homem foi indiciado por latrocínio, estupro e ocultação de cadáver. Ainda segundo a delegada, a responsabilização pelo abuso sexual foi baseada na confissão do criminoso, uma vez que o corpo estava em estado avançado de de decomposição.

PORTAL  SBN 

Deixe seu comentário

SIGA-NOS

Rádio Online

Rádio Online

Últimas Notícias

  • Bahia
  • Espírito Santo

Bahia

Espírito Santo

As mais lidas do mês

SIGA-NOS

Rádio Online

Rádio Online

Últimas Notícias

  • Bahia
  • Espírito Santo

Bahia

Espírito Santo

As mais lidas do mês