Matéria do Portal SBN repercuti em Pedro Canário e vítima pede que sua advogada procure a redação para esclarecimento dos fatos ocorridos

Matéria do Portal SBN repercuti em Pedro Canário e vítima pede que sua advogada procure a redação para esclarecimento dos fatos ocorridos
03 maio 15:31 2020 Imprimir notícia
Justiça

Matéria do Portal SBN repercuti em Pedro Canário no norte do Espírito Santo e vítima pede que sua advogada que procure a redação para esclarecimento dos fatos ocorrido.

Entenda o caso: A matéria feita referente ao BU/BOP/FATO: 42221592 - G14 - CRIMES DIVERSOS: LEI MARIA DA PENHA - 11.340/2006 DATA/HORA: 01/05/2020 ÀS 10H32MIN.LOCAL: FAZENDA POLONESA, ZONA RURAL – PEDRO CANÁRIO/ES.

Veja o link: Mulher em Pedro Canário é suspeita de tentar tirar a própria vida por crise de ciúmes

No entendimento do boletim descrito preliminarmente pela Polícia Militar em (01/05/2020) diz que: Ao ser indagado pelos policiais do porquê sua esposa teria tomado 03 cartelas do remédio, ele informou que eles tiveram um desentendimento por conta de ciúmes de sua companheira, que viu uma mensagem sua e de uma outra mulher negociando um serviço em um trator, após o fato a sua mulher se trancou no banheiro e ameaçou tomar todos os remédios.

Ele ainda relatou que em uma outra ocasião, ela também se auto medicou com clonazepan, e foi levada para o hospital

Esta narrativa deixa um entendimento claro que a vítima estava tentando tirar a sua própria vida em razão de ciúmes, fato narrado no boletim preliminar em 01 de maio de 202O.

A advogada com autorização segundo ela da sua cliente, entrou em contato com nossa redação neste domingo 03 de maio de 2020 por volta das 19hs pelo aplicativo do WhatsApp, pedindo direito de resposta para esclarecer os fatos após o corrido narrado por sua cliente na delegacia em São Mateus, foi enviado a redação documentos via Email e WhatsApp comprovando o relato da vítima.

No mesmo dia do ocorrido depoimento do seu companheiro a PM na fazenda, ela esteve na 18º Delegacia Regional de São Mateus e lavrou um termo de declaração onde o escrivão presente passou ouvir a vítima A.R.S. de 46 anos.

Relato da vítima na delegacia.

Em resposta ao escrivão ela diz que vive maritalmente M.A.S há quatro anos; que não tem filhos com ele; que na manhã do dia 1º de maio de 2020, ela tinha publicado na rede social Facebook que tinha alguém querendo matá-la, pedindo socorro; de acordo a narrativa da vitima tudo aconteceu no dia 28 de abril de 2020, ela não lembra do horário exatamente, mas que ela estava juntamente com seu marido em sua residência localizada na Fazenda Polonesa; que após o jantar, seu marido a procurou para ter relações sexuais, onde ela o informou que não estava se sentido bem, logo em seguida ela viu mensagens de seu companheiro com outra mulher e o fez questionamento sobres as mensagens, momento onde eles discutiram, e ela diz na discursão que vai embora, e ele segurou-a pelos ombros e disse-lhe para tomar seus remédios, chamando ela de “nóia”; e, em seguida ela se trancou no banheiro e tomou seis comprimidos de Clonazepan, mas que antes de tomar os comprimidos ela pegou uma tesoura e tentou cortar seu pulso esquerdo; quando seu marido disse: “se corta mas deixa eu sair primeiro”; momento em que ele deferiu uma paulada na cabeça e lhe ameaçou, dizendo que ia matá-la, segunda a mesma não havia mais ninguém na residência no momento do ocorrido.

Ela também relata que não se lembra de mais nada e não sabe o momento em que ele saiu da casa, que ela acordou somente no dia 1º de maio de 2020, momento que ela usou Facebook para pedir socorro, ela relata ainda que seu companheiro lhe agride fisicamente constantemente e que vai oferecer representação criminal em desfavor dele pela ameaça sofrida, solicitando ao delegado de polícia Medidas Protetivas com atendimento Psicológico e visita Tranquilizadora.

Diante de tais fatos narrados pela vítima o delegado encaminhou- a para exames médicos. “Na Medicina Legal, os crimes em que se realiza o exame de corpo de delito são os de lesões corporais, os de natureza sexual e os homicídios e acidentes”, diz Roberto Wagner Bezerra de Araújo.

O exame de corpo de delito foi feito a OF nº 456.1.43477/2020 na referência PA.DAP 0042 221592.20.05.0001.41.017- BU – nº 42221592 em São Mateus 1º de maio de 2020.

Ainda no mesmo dia A.R.S. conseguiu a través do Juiz Vinicius Dona de Souza um medida Protetiva de urgência nos termos da lei (Maria da Penha).

Decisão

Medida Protetivas de urgência nº 0000383-25.2020.8.08.0051. A autoridade Policial em exercício representou pela aplicação de medidas preventivas de urgência em favor de A.R.S. em decorrência da prática, em tese, de delito decorrência de violência doméstica, atribuído a seu companheiro consoante narrativa no expediente em testilha.

PORTAL SBN

 

 

 

 

 

Deixe seu comentário

SIGA-NOS

Rádio Online

Rádio Online

Últimas Notícias

  • Bahia
  • Espírito Santo

Bahia

Espírito Santo

As mais lidas do mês

SIGA-NOS

Rádio Online

Rádio Online

Últimas Notícias

  • Bahia
  • Espírito Santo

Bahia

Espírito Santo

As mais lidas do mês