Mulher engravida enquanto já estava grávida e dá à luz gêmeos

Mulher engravida enquanto já estava grávida e dá à luz gêmeos
17 abril 14:43 2021 Imprimir notícia
Mundo

Uma inglesa se surpreendeu ao descobrir que estava grávida novamente. No entanto, não se tratava de uma gestação comum. Segundo publicação do News.com, Rebecca Roberts, de 39 anos, estava esperando o filho Noah, quando descobriu que esperava mais um bebê, quando fez um exame de rotina, 12 semanas mais tarde.

O fenômeno, considerado super raro na medicina, é denominado superfetação, que é quando ocorre uma gestação de dois ou mais fetos dentro do útero, mas em estágios diferentes de desenvolvimento. Em entrevista, ela disse que ficou em choque ao descobrir. “Fiz um exame inicial com 7 semanas e outro com 10 semanas. Em ambas as vezes foi identificado apenas uma criança. Era sempre um bebê. Até que com 12 semanas surgiu um outro bebê,”, disse ela que na ocasião esperava apenas Rosalie.

Ela completou: “Eu tinha acabado de conversar com a médica que fez o ultrassom sobre meu exame anterior, então ela estava ciente de que eu estava tendo apenas um bebê, então ela estava tão calada que pensei que algo terrível tinha acontecido porque ela não disse nada”, frisou.

Rebecca ainda contou sobre a reação do marido, Rhys. “Ele não acreditou em mim até olhar as fotos do ultrassom e não disse nada. Ele viu o gêmeo um e o gêmeo dois na foto e ficou tão chocado quanto eu. Isso nos surpreendeu", disse.

A mulher então, deu à luz os dois bebês, que foram apelidados carinhosamente de "super gêmeos" pela equipe médica, no mesmo dia, o que significa que Rosalie é um pouco menor que seu irmão mais velho. Seus médicos concluíram mais tarde que teria acontecido o que uma gravidez de superfetação, em parte porque Rosalie era menor, mas ainda crescia a um ritmo saudável. “Foi um choque enorme descobrir sobre os gêmeos, então esperamos até que eles nascessem para descobrir sobre o gênero dos bebês”.

Ela deu à luz os dois bebês no mesmo dia, apesar de ter sido concebida com três semanas de intervalo. Rebecca foi informada de que isso pode ter acontecido porque ela estava tomando medicamentos para fertilidade, que fazem com que os ovários liberem mais óvulos e que o que pode ter ocorrido é que um óvulo foi fertilizado por espermatozóides e implantes no útero apenas alguns dias ou semanas após o outro.

Segundo a publicação, o evento é considerado extremamente raro porque, enquanto uma mulher está grávida, seu corpo e seus hormônios geralmente impedem que outra gravidez aconteça.

PORTAL SBN |  COM INFORMAÇÕES DA REVISTA MARIE CLAIRE

Enquete política: Na sua opinião, caso Bolsonaro e Lula cheguem ao 2º turno, em 2022, quem vence as eleições?

Lula

Bolsonaro

Escreva 895 abaixo
Ver resultados

Deixe seu comentário

SIGA-NOS

Rádio Online

Rádio Online

Últimas Notícias

  • Bahia
  • Espírito Santo

Bahia

Espírito Santo

As mais lidas do mês

SIGA-NOS

Rádio Online

Rádio Online

Últimas Notícias

  • Bahia
  • Espírito Santo

Bahia

Espírito Santo

As mais lidas do mês