Nos EUA, ao menos 21 morrem em consequência de onda de frio

Nos EUA, ao menos 21 morrem em consequência de onda de frio
17 fevereiro 10:40 2021 Imprimir notícia
Mundo

Ao menos 21 pessoas morreram em consequência de uma onda de frio histórica nos Estados Unidos e deixou milhões de pessoas sem energia elétrica na terça-feira (16/02).

As mortes aconteceram nos estados do Texas, Louisiana, Kentucky e Missouri.

Quatro das vítimas morreram em um incêndio na cidade de Sugar Land, no Texas. A casa estava sem energia e a família tentou esquentar o ambiente com fogo. 

O presidente Joe Biden afirmou que o governo federal poderá ajudar os estados.

O prefeito de cidade de Houston, no Texas, afirmou que 1,3 milhão de pessoas de sua cidade estão sem energia elétrica.

A prefeitura da cidade pediu para que as empresas que ainda têm energia elétrica abram suas portas para que as pessoas possam se aquecer.

Vacinação interrompida

As autoridades no estado pedem para que as pessoas não levem aquecedores a propano para dentro de casa e nem churrasqueiras portáteis. Há risco de envenenamento por monóxido de carbono.

A campanha de vacinação também parou, e não deverá voltar antes do fim de semana.

O sistema de energia do estado falhou –o frio atrapalha a geração de energia eólica, e as distribuidoras não conseguem atender o excesso de consumo.

As operações navais, a produção de óleo e gás e o trabalho nas refinarias também foram interrompidos.

A expectativa é que a onda de frio prossiga até a sexta-feira. Há previsão de mais neve e chuva gelada.

Os EUA estão cobertos por uma massa de ar ártico, e isso tem feito as temperaturas caírem. No Nebraska, foi registrada a temperatura de -35ºC.

Em Dallas, no Texas, foram marcados -17ºC.

PORTAL SBN | COM INFORMAÇÕES DO G1

Deixe seu comentário

SIGA-NOS

Rádio Online

Rádio Online

Últimas Notícias

  • Bahia
  • Espírito Santo

Bahia

Espírito Santo

As mais lidas do mês

SIGA-NOS

Rádio Online

Rádio Online

Últimas Notícias

  • Bahia
  • Espírito Santo

Bahia

Espírito Santo

As mais lidas do mês