O novo sintoma de Covid-19 persistente que afeta apenas as mulheres

O novo sintoma de Covid-19 persistente que afeta apenas as mulheres
21 dezembro 20:24 2020 Imprimir notícia
Saúde

E agora foi registrado um novo sintoma da chamada Covid persistente -, um sintoma que afeta somente as mulheres.

Relatos nas redes sociais referem que a doença tem provocado a longo prazo mudanças "alarmantes" nos ciclos menstruais das mulheres.

Algumas afirmam que meses após terem adoecido com Covid-19 estão agora a experienciar períodos irregulares, enquanto outras reportam coágulos sanguíneos foram do comum.

Uma mulher, chamada Rose, disse que reparou duas semanas após a sua batalha contra a Covid que o período não apareceu como era suposto.

Rose explicou ao Medical News Today que em oito meses depois de se recuperar do novo coronavírus, tinha tido apenas cinco períodos.

Outra mulher, Bianca, compartilhou que somente começou a experienciar alterações no ciclo menstrual algum tempo após ter recuperado da Covid-19.

"Não notei nada de diferente enquanto tive a doença", contou.

"Só três meses mais tarde quando alguns dos sintomas regressaram é que notei mudanças. Notei sobretudo um aumento grande no número de coágulos".

Explicações possíveis

Ainda não está claro o motivo pelo qual os ciclos menstruais possam estar sendo afetados pelo coronavírus SARS-CoV-2 meses após a recuperação das doentes.

Alguns especialistas sugerem que o vírus poderá estar atacando os órgãos reprodutivos das mulheres.

Linda Fan, professora de obstetrícia, ginecologia e de ciências reprodutivas na Faculdade de Medicina de Yale, nos Estados Unidos, disse ao Medical News Today, que as pesquisas publicadas até ao momento são esparsas.

Contudo, sugere que há alguma "plausibilidade biológica" de que o o SARS-CoV-2 possa "atacar os ovários", tendo como base o efeito que tem sob outros órgãos.

Um estudo realizado na China, publicado noReproductive BioMedicine Online em setembro, apurou que 25% das mulheres com Covid-19 sofrem alterações nos seus ciclos menstruais.

Das 117 participantes, todas pacientes do hospital Tongji Hospital em Xangai, 30% reportaram períodos mais fracos ou mais longos e abundantes.

Os investigadores creem que ainda o estresse gerado pela pandemia e as consequentes mudanças no estilo de vida podem de certo modo influenciar o balanço hormonal, resultando em alterações nos períodos das mulheres.

PORTAL  SBN | COM INFORMAÇÕES DO NMBR

Deixe seu comentário

SIGA-NOS

Rádio Online

Rádio Online

Últimas Notícias

  • Bahia
  • Espírito Santo

Bahia

Espírito Santo

As mais lidas do mês

SIGA-NOS

Rádio Online

Rádio Online

Últimas Notícias

  • Bahia
  • Espírito Santo

Bahia

Espírito Santo

As mais lidas do mês