Pai é suspeito de gravar vídeo agredindo a filha de 1 ano para ameaçar mãe da criança

Pai é suspeito de gravar vídeo agredindo a filha de 1 ano para ameaçar mãe da criança
23 outubro 21:17 2020 Imprimir notícia
Brasil

Um homem, de nome não revelado, é suspeito de gravar um vídeo agredindo a própria filha, uma bebê de um ano, para ameaçar a mãe da criança. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) e ocorreu na Vila Ferroviária, Zona Sul de Teresina. O suspeito ainda não foi localizado.

As agressões foram denunciadas ao Conselho Tutelar, que também teve acesso ao vídeo gravado pelo suspeito. Nas imagens, a criança recebe tapas e socos enquanto dorme em uma cama.

“Olha aí, tua filha aí ó. Deixa eu saber que tu tá com outro homem pra tu ver. Ela já sofre demais, eu todo dia meto ‘mãozada’ nela porque você foi embora. E quando eu estou drogado, quando eu lembro. Eu acordo ela debaixo de murro. Olha aí ó”, diz o suspeito.

Ao G1, o conselheiro Melquisedeque Fernandes informou que foi até a casa onde estaria a criança, acompanhado da Polícia Militar, no dia 16 de outubro, mas não a localizou. A menina foi com a mãe e a avó materna para a cidade de Nazária. A corporação emitiu uma nota sobre o caso. Leia ao fim da reportagem.

“Nós nos dirigimos até a DPCA, pedimos o acompanhamento de uma viatura e fomos ao local, porque a informação que chegou até nós era de que a criança ainda estaria com ele. Mas, quando chegamos lá, ele não estava mais na casa por conta de uma medida de afastamento da moradia e a criança estava com a mãe e a avó em outro município”, explicou o conselheiro.

A partir de agora, o Conselho Tutelar de Nazária deverá enviar um relatório relatando em quais condições a criança se encontra. “Nós entramos em contato com o Conselho Tutelar do município onde a criança está com a mãe para fazer uma visita e, posteriormente, nos enviar um relatório nos informando das condições das quais a criança se encontra nesse momento”, pontuou Melquisedeque.

Confira a nota da PM:

Na tarde de sexta-feira (16), uma guarnição pertencente ao 1° Batalhão da PMPI foi acionada para dar apoio a uma equipe do Conselho Tutelar em uma ocorrência de maus tratos envolvendo uma criança na Vila Ferroviária.

Ao chegar no local, os Policiais Militares tomaram conhecimento de que a avó da criança não estaria mais no local e teria se deslocado para a cidade de Nazária.

O Conselho Tutelar continuou as diligências na referida cidade.

PORTAL  SBN

Deixe seu comentário

SIGA-NOS

Rádio Online

Rádio Online

Últimas Notícias

  • Bahia
  • Espírito Santo

Bahia

Espírito Santo

As mais lidas do mês

SIGA-NOS

Rádio Online

Rádio Online

Últimas Notícias

  • Bahia
  • Espírito Santo

Bahia

Espírito Santo

As mais lidas do mês