Sistema Transcol adota protocolo de ações para prevenção à Covid-19 no transporte coletivo

Sistema Transcol adota protocolo de ações para prevenção à Covid-19 no transporte coletivo
22 setembro 21:36 2020 Imprimir notícia
Espírito Santo

Desde o início da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), em março, o Sistema Transcol vem adotando uma série de medidas para diminuir o risco de contágio no transporte coletivo. Entre as ações, estão a disponibilização de totens de álcool gel nos terminais para os passageiros. Os equipamentos foram instalados na segunda quinzena de agosto. Além disso, já foram distribuídas 1 milhão de máscaras reutilizáveis para os passageiros que passam pelos terminais.

Também foram adotadas medidas para o reforçar a higienização dos coletivos e higienização dos terminais, além da disponibilização de sabonete nos banheiros; afastamento de colaboradores do sistema com mais de 60 anos, com comorbidades ou sintomas gripais; superdimensionamento da operação para garantir o transporte, minimizando o risco de contaminação; recomendação para que passageiros embarquem somente em veículos com assentos disponíveis; marcação das filas nos terminais e recomendação aos passageiros para manutenção do distanciamento mínimo de 1,5 metro, além da distribuição de álcool em gel e máscaras para os trabalhadores do sistema.

Confira as ações pelo Sistema Transcol no enfrentamento ao novo Coronavírus:

- Determinação para que seja mantido o distanciamento mínimo de segurança de 1,5 metro (um metro e cinquenta centímetros), nas filas de embarque, com implantação de marcação no chão, orientando os usuários do sistema;

- Determinação para que o embarque ocorra somente pela porta do meio nos terminais, para facilitar o controle do número de passageiros por veículo;

- Determinação para que os ônibus somente iniciem as viagens nos terminais com passageiros sentados e portando máscara de proteção facial;

- Determinação para que os ônibus somente circulem, quando possível, com os vidros abertos, promovendo a melhor ventilação e renovação do ar;

- Disponibilização permanente de itens necessários para higienização das mãos dos usuários, como lavatório com água potável corrente, sabonete líquido ou produto antisséptico, toalhas de papel e lixeira para descarte, nos banheiros públicos e/ou em outras áreas do Terminal;

- Realização de limpeza/higienização diária dos terminais;

- Distribuição de 1 milhão de máscaras reutilizáveis para passageiros nos terminais;

- Disponibilização de dispensers/totem com álcool gel 70% em pontos estratégicos dos terminais, destinados à higienização das mãos dos usuários do sistema de transporte

- Realização de campanhas nos terminais e nos ônibus, de conscientização sobre prevenção ao novo Coronavírus no transporte coletivo;

- Intensificação de veiculação no sistema de sonorização, instalados nos terminais de campanhas, alertas e orientações a todos os passageiros e usuários do Transcol, sobre a prevenção do contágio do novo Coronavírus;

- Intensificação da rotina diária de limpeza/higienização dos ônibus em circulação com higienização interna;

- Fornecimento de álcool gel e máscaras para os trabalhadores do sistema;

- Distribuição de 1 milhão de máscaras para os passageiros do Sistema;

- Instalação de cortina de proteção para os motoristas nos coletivos;

- Orientação para que as operadoras do sistema Transcol adotem todos os procedimentos e protocolos de saúde expedidos pela Secretaria da Saúde (Sesa), para a prevenção ao novo Coronavírus, nas lojas de atendimento do cartãoGV, de todos os seus colaboradores nos terminais e nas garagens;

- Realização de avaliação semanal em conjunto com a Secretaria de Mobilidade e Infraestrutura (Semobi), da operação e do comportamento da demanda do Sistema Transcol, com vistas ao aumento da frota operante às adequações necessárias a serem implementadas nas linhas;

- Aumento da frota reserva nos terminais, com incremento de mais veículos reservas disponíveis nos terminais (podendo ser alterado a partir das avaliações semanais), para serem utilizados no suporte à tabela horária das linhas, na realização de viagens extras, atuando de forma preventiva à formação de focos de aglomeração;

- Lojas e bilheterias do GVBus de comercialização de cartões, incluindo os quiosques dos terminais, funcionando em horário estendido para comercialização de cartões e créditos;

- Atuação estendida de agentes de venda do Cartão GV nos terminais;

- Campanha informativa sobre utilização do Cartão GV com cartazes, adesivos e panfletos contendo pontos e formas de recarga;

- Suspensão da taxa de segunda via do Cartão GV (Cidadão) pelo período de 90 dias;

- Implantação do Cartão GV (Cidadão) pré-pago, disponibilizado e comercializado pelos agentes de venda, postos e van itinerante, pelo valor de R$ 10,00, que são utilizáveis como créditos de passagem;

- Van Itinerante com atuação dinâmica para comercialização e recarga do Cartão GV em locais com grande circulação de pessoas;

- Disponibilização de ferramentas on-line para cadastro do Cartão GV, inclusive o pré-pago (site e aplicativo);

- Implantação de câmeras nos terminais para segurança e controle da operação do sistema;

- Nova central de vídeo monitoramento da Ceturb-ES, com sensor de aglomeração;

- Criação de botão no aplicativo ÔnibusGV para denúncia de não uso de máscara e lotação nos coletivos;

- Avaliação, todas segundas-feiras, pela Ceturb-ES, da operação e do comportamento da demanda do Sistema Transcol, com vistas ao aumento da frota operante e as adequações necessárias a serem implementadas nas linhas, conforme já ocorrido desde o início da pandemia;

- Determinação para que as empresas consorciadas implementem reforço na equipe de fiscalização dos ônibus nos terminais, sendo proibido que os veículos iniciem as viagens com passageiros em pé ou sem máscara;

- Determinação para que as empresas consorciadas implementem reforço na equipe de fiscalização, para orientação do distanciamento social nas filas e controle de embarque de passageiros;

- Determinação para que o embarque nos terminais seja realizado somente pela porta do meio dos ônibus para que o acesso ao coletivo seja melhor controlado, por meio de atuação dos fiscais nos terminais;

- Realização, pela Ceturb-ES, de pintura e/ou reforço nas marcações do distanciamento nas filas de embarque, em todas as plataformas dos terminais;

- Manter e/ou recomendar que seja implementado o escalonamento de horários para as atividades econômicas, como, por exemplo, o encaminhamento de ofícios ao Sinduscon e ao Sinduscopes, para que o horário de trabalho da construção civil aconteça entre 8h e 17h, visando à desconcentração de passageiros na hora pico;

- Reavaliação das tarifas técnicas e custos do sistema, visando à manutenção do equilíbrio econômico-financeiro e ao adequado aporte de subsídios por parte Estado;

- Aquisição pelo Estado e fornecimento de combustível para operação do Sistema;

- Afastamento temporário dos cobradores via medida provisória, com garantia da remuneração e emprego;

PORTAL  SBN | SISTEMA BRASILEIRO DE NOTÍCIAS/  ASCOM 

Deixe seu comentário

SIGA-NOS

Rádio Online

Rádio Online

Últimas Notícias

  • Bahia
  • Espírito Santo

Bahia

Espírito Santo

As mais lidas do mês

SIGA-NOS

Rádio Online

Rádio Online

Últimas Notícias

  • Bahia
  • Espírito Santo

Bahia

Espírito Santo

As mais lidas do mês